Seguidores

domingo, 19 de junho de 2011

Maria Gadú: pé no chão e voando alto

A guinada que transformou a paulistana tímida, de mãe hippie, em promessa da música até que foi rápida. Tudo começou quando um amigo a apresentou ao diretor Jayme Monjardim, então em pré-produção da minissérie "Maysa". Maria cantou para ele "Ne me quitte pas", um dos hits de seus shows de bar, numa versão suingada, a léguas da gravação dramática de Maysa. Impressionou tanto que ganhou um lugar na trilha sonora e numa cena, em que se apresentava, de smoking, numa boate. Pouco mais de quatro meses depois, tinha virado xodó de medalhões da MPB.

3 comentários:

  1. Gadú é muito boa! Já nasceu grande

    Obrigada por seguir-me, seja sempre bem vinda!

    ResponderExcluir
  2. NÃO SE ESQUEÇA DE SER FELIZ"
    Feliz...Feliz... Arriscar à Fazer, para Viver Feliz !!!!

    Pablo Neruda

    Beijos e o meu carinho......M@ria

    ResponderExcluir